Exposição “Meninas do Brasil” retrata histórias reais de personagens do dia a dia

Trabalho é resultado de pesquisa sobre cultura brasileira, tendo a mulher como foco central da expressão cultural

foto

 
Imagine se a narrativa de sua história fosse transformada em obra de arte? Esse é o intuito da exposição “Meninas do Brasil”, que começou dia 25 de outubro e vai até 8 de novembro, no Conjunto Nacional, na Avenida Paulista, em São Paulo. São 15 narrativas de mulheres brasileiras que foram transformadas em pintura pelo artista plástico jesuíta Geraldo Lacerdine (foto). A mostra integra o programa Avenida Paulista Viva e Sustentável, em seu Núcleo de Economia Criativa – NEC, da Associação Paulista Viva.
 
O trabalho é resultado de pesquisa sobre cultura brasileira, tendo a mulher como foco central da expressão cultural. “O objetivo é dar voz a mulheres anônimas, que muitas vezes são silenciadas pelo abandono, pela exclusão social ou pelo fato de serem pobres, negras e subjugadas”, diz o artista. Entre as histórias estão as de Tereza, de 78 anos, que sofre a falta dos filhos; Alice, que aos 13 anos estava grávida do próprio pai; e a de Judite, 50 anos, que a vida toda espera por um homem que conheceu quando moça.  
 
A mostra exibe grandes telas, de acrílica sobre compensado, algumas com 1,30m x 1,80m. Ao lado de cada obra, há um descritivo da história da mulher retratada na pintura – com alguns fragmentos de depoimentos. Também é possível escutar a voz das próprias mulheres junto às obras em uma cabine que terá uma grande tela, bastando clicar no som. “Espero que o público, ao se deparar com narrativas reais, possa ter a sensação de estar diante dessas mulheres e dentro de suas histórias”, afirma Lacerdine, que é diretor de comunicação da Companhia de Jesus.
 
Sua história pode virar uma pintura
Junto à exposição ‘Meninas do Brasil’ há uma equipe de filmagem para gravar novas histórias. Mulheres interessadas em contar sua vida terão lugar cativo. As histórias mais interessantes se transformarão em pinturas e estarão em um documentário que será produzido pela Companhia de Jesus. 
 
Geraldo Lacerdine é da ordem dos jesuítas (Companhia de Jesus). Nascido em Minas Gerais, em 1977, formado em comunicação, filosofia e teologia. Abraçou a pintura como modo de expressão aos sete anos de idade.
 
Abaixo um vídeo sobre a exposição.

Serviço:
Exposição “Meninas do Brasil” – parte do programa Paulista Viva e Sustentável
De 25/10 a 8/11, diariamente das 9 às 22 horas
Conjunto Nacional, Avenida Paulista, 2.073 – Cerqueira César
Entrada Gratuita