Rede Inaciana de Juventude realiza III Fórum MAGIS Brasil


“Quando chegamos aqui, ouvimos que entre alguns objetivos do Fórum tínhamos a celebração, a formação e o encontro como os mais importantes. Eu queria acrescentar mais um sentido que esse encontro trouxe para nós: a esperança”, afirmou a colaboradora Evenice Neta, do Centro MAGIS Inaciano da Juventude (CE), no encerramento do III Fórum MAGIS Brasil, realizado entre os dias 28 de abril e 1º de maio, em Brasília (DF).

A esperança, citada por Evenice, e o desejo de transformação estiveram presentes no coração de cada um dos cerca de 120 participantes do encontro. O III Fórum MAGIS Brasil, que teve como tema Ser mais para os demais, começou no dia da mobilização nacional contra as reformas da Previdência e Trabalhista, propostas pelo Governo Federal. Para muitos, esse momento simbolizou a importância de pensar as questões do país (desemprego, violência, educação, etc.) e como elas afetam a juventude. No início do evento, os jovens puderam compartilhar suas expectativas para o encontro e pontuar questões referentes ao Programa MAGIS.

Na abertura do Fórum, o padre Jonas Caprini, coordenador do Programa MAGIS Brasil e diretor do Centro MAGIS Anchietanum (SP), afirmou que “a missão dos jesuítas no país não está completa se não formamos boas lideranças para a sociedade, que façam o seu papel de cristão lá onde se encontram”. Segundo ele, a Companhia de Jesus não quer formar jovens fechados em si mesmos, mas abertos para os demais. “Nós podemos melhorar mais, podemos nos formar mais, por isso o Fórum é esse encontro formativo e celebrativo. Estamos aqui para celebrar, para nos encontrar, olhar o rosto de cada um e dizer: não estou sozinho nesta caminhada, não estou sozinho nessa luta por vida, por futuro, por dignidade, por emancipação”, ressaltou.

A terceira edição do Fórum foi pensada em três grandes momentos: partilha, formação e celebração. A proposta do primeiro foi que os jovens pudessem compartilhar como estão vivenciando e percebendo a implantação do Programa MAGIS no país. O segundo momento, pensar em materiais que possam servir de subsídio para o trabalho com a juventude. Já o terceiro momento, promoveu atividades que possibilitaram a integração entre os jovens, como a caminhada até o Congresso Nacional e a realização de um sarau artístico com o tema Ser + Comprometido, que contou com a contribuição das delegações regionais dos 16 estados presentes no encontro.

“A missão dos jesuítas no país não está completa se não formamos boas lideranças para a sociedade”

Pe. Jonas Caprini, coordenador do Programa MAGIS Brasil

“Nós pensamos o Fórum de um modo que, daqui, pudessem sair conteúdos, materiais, que nos auxiliem na realização do trabalho com jovens, nas diferentes realidades. Então, como resultado dessas diversas atividades, temos como intenção a produção de um e-book, um livro pós-fórum, que reúna os vários conteúdos trabalhados aqui. Assim, o que realizarmos aqui estará a serviço de muitos outros e dos nossos próprios trabalhos na realidade do Programa MAGIS Brasil”, contou Vanessa Correia, uma das integrantes da equipe que organizou o evento e colaboradora do Centro MAGIS Anchietanum (SP).

O padre João Renato Eidt, provincial da Companhia de Jesus no Brasil, participou de um dos dias do encontro. Na ocasião, ele frisou que “como jesuítas, nos comprometemos com as juventudes, ajudando-as na construção de seu projeto de realização pessoal como dom e serviço aos demais na promoção e defesa da vida. Nós, jesuítas, temos uma carinho imenso pelos jovens”.

PRÓXIMOS PASSOS

Os dois primeiros fóruns aconteceram no Centro Cultural João XXIII, no Rio de Janeiro (RJ), em 2015 e 2016. O primeiro contou com a presença de jesuítas e apenas dois leigos e teve como objetivo pensar na estruturação do Programa MAGIS Brasil. O segundo já teve uma maior representatividade e, além de jesuítas, vários jovens marcaram presença. Aqui, a ideia foi proporcionar um momento de encontro e mais familiaridade com a iniciativa.

O III Fórum MAGIS foi realizado no Centro Cultural de Brasília e contou com o apoio e a acolhida do Centro MAGIS Burnier. Esse encontro, que reuniu cerca de 120 pessoas, de 16 estados do país, teve como proposta continuar o processo de implementação do Programa e de fortalecimento da ação apostólica da Companhia de Jesus junto à juventude.

Para o próximo ano, a ideia é promover fóruns regionais para conseguir atingir mais jovens. “Estamos em uma fase do Programa MAGIS que a rede interna, basicamente, já está constituída (os centros, as casas e os espaços). Agora, nós estamos dando um passo a mais, é a conexão com as demais obras da Companhia de Jesus (colégios, paróquias, etc.)”, explicou padre Jonas. Para isso, segundo o jesuíta, o diálogo é fundamental: “É preciso muita conversa, é preciso mostrar que o MAGIS não é um programa a mais. Mas uma ferramenta para capacitar mais, para que os jovens tenham protagonismo na missão”, ressaltou.

PORTAL MAGIS BRASIL

Durante o fórum, a equipe de Comunicação do Programa MAGIS Brasil apresentou uma nova ferramenta de trabalho, o portal magisbrasil.com. Com notícias, informações e a programação dos Centros, Casas e Espaços espalhados pelo Brasil, o site foi pensado para ser um facilitador na busca de informações sobre o trabalho da Companhia de Jesus com a juventude. “A comunicação do MAGIS vem no espírito de comunhão do que é o próprio programa, de fazer conexão, levar um pouco do que são os eixos de atuação e do que é a proposta do Programa MAGIS para outras pessoas. Canais como este expandem a nossa mensagem, a nossa comunicação e a gente cria conexões, se articula e se forma também”, explicou Bruno Alface, um dos integrantes da equipe de Comunicação do Programa.

Segundo ele, o portal foi projetado para ser acessível e objetivo, “optamos pela simplicidade e arquitetura da informação”, conta Bruno. “O site nasce para ser um agregador e não um divisor. O site não exclui os canais paralelos que vão existindo. Ele serve para dar força e potência para quem não tem condições de ter um canal próprio, um site próprio, porque isso não é simples. Mas, para quem já tem um canal, nós divulgamos, fazemos link, para se conectar com os canais que já existem”, ressaltou.

Entre as funcionalidades do portal, Bruno destacou que as pessoas poderão encontrar informações sobre todas as obras de juventude do Programa MAGIS. Além disso, poderão acessar um blog, que trará notícias, conteúdos e artigos exclusivos sobre os eixos do programa. “A nossa ideia é que cada centro tenha como responsabilidade cuidar e irradiar conteúdos que promovam esses eixos de atuação, ou seja, fiquem responsáveis, tornem-se cocriadores dessas categorias, desses espaços, onde vamos reunir informações referentes a essas temáticas”, afirmou.

Outra grande novidade é a biblioteca virtual, um espaço que reunirá livros, publicações, artigos, e-books, audiobooks, podcasts, vídeos referentes à juventude. “Nós separamos esses materiais por algumas categorias: publicações, metodologia e subsídios, documentos e publicações MAGIS. Além disso, disponibilizaremos materiais de comunicação como camisetas, banners, vídeos, imagens, elementos gráficos, e audiovisual para uso das obras”, finaliza Bruno.