Projeto do Colégio Antônio Viera conquista prêmio

Iniciativa é voltada para a inclusão e o desenvolvimento de Pessoas com Deficiência

O Colégio Antônio Vieira conquistou o primeiro lugar no Prêmio Ser Humano, concedido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), Seccional Bahia. A instituição ganhou destaque na modalidade Desenvolvimento Humano com o projeto Ser Mais, voltado para a inclusão e o desenvolvimento profissional de Pessoas com Deficiência (PCDs).

O diretor de Gestão de Pessoas do Colégio Antônio Vieira e idealizador do projeto, Sérgio Silveira, representou a instituição na entrega da premiação, que aconteceu dia 29 de novembro, no Bahia Othon Palace. Ele explica que o projeto apresentado surgiu de uma experiência real. “Em acolhimento à Lei Brasileira de Inclusão, que exige a contratação de PCDs, entendemos, por nossa filosofia humanista, que era muito pouco atender apenas a cota que a legislação define. Criamos um projeto de não apenas incluir essas pessoas, mas de desenvolvê-las dentro da função que elas vieram a desempenhar na instituição”, destacou.

Segundo Sérgio Silveira, a inserção dos PCDs no Vieira foi realizada por meio de diversas iniciativas. Uma delas foi a parceria com instituições como a APADA (Associação de Pais e Amigos de Deficientes Auditivos), que forneceu intérpretes de Libras para diversos eventos promovidos pela instituição. Outra ação foi a capacitação dos gestores, com o objetivo de criar mecanismos de incluir esses profissionais nas suas equipes, integrando-os à rotina de trabalho de uma forma acolhedora.

O Prêmio Ser Humano, concedido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos, reconhece iniciativas de sucesso na área de RH. Com a conquista do primeiro lugar na Bahia, o Colégio Antônio Vieira se classificou para a edição nacional do prêmio, que acontecerá em São Paulo (SP), em data ainda a ser definida. “A grande sacada do projeto foi entender que não estávamos apenas contratando para cumprir uma cota, mas para criar condições dentro do ambiente de trabalho, a fim de que essa pessoa consiga entender que é um profissional, desempenhando bem a sua função, e se permitir crescer nessa trajetória. O Ser Mais enaltece a possibilidade de uma gestão humanizada, cada vez mais voltada para as pessoas, na conquista dos resultados dentro de qualquer instituição”, concluiu Sérgio.

 

Fonte: Colégio Antônio Vieira (Salvador/BA)