Centro MAGIS Burnier realiza seminário ‘A Igreja e o diálogo com o mundo juvenil’

Encontro debateu as ressonâncias do Sínodo dos Jovens para a Igreja no Brasil

O Centro MAGIS Burnier realizou, nos dias 30 e 31 de março, o seminário A Igreja e o diálogo com o mundo juvenil, na Paróquia Santa Rita de Cássia, em Planaltina (DF). Com o objetivo de apresentar e debater as ressonâncias do Sínodo sobre os Jovens para a Igreja no Brasil, o evento contou com a presença de jovens de diversas paróquias do Vicariato Norte da Arquidiocese de Brasília e de outros estados.

A mesa de abertura foi composta por Dom Valdir Mamede, bispo auxiliar de Brasília e responsável pelo Vicariato Norte; Pe. Jonas Caprini, S.J., coordenador do Programa MAGIS Brasil; Pe. Thierry Linard, S.J., representante do superior da Plataforma Centro-Oeste da Província Jesuítas do Brasil; Ir. Sueli Bellato, presidente da regional Centro-Oeste da Conferência dos Religiosos do Brasil; Pe. Sestino Sacco, vigário paroquial e responsável pela juventude na Paróquia Santa Rita de Cássia; e Ir. Ubiratan de Oliveira Costa, S.J, diretor do Centro MAGIS Burnier (DF).

Em sua fala, Dom Valdir destacou que o XV Sínodo dos Bispos trouxe para a pauta o tema Juventude, Fé e discernimento vocacional e frisou que, em um mundo complexo e difícil, não podemos ficar acuados. Diante das dificuldades, somos provocados a uma fidelidade criativa e convidou os jovens a descobrirem o seu lugar na Igreja, sendo sujeitos eclesiais e protagonistas.

O coordenador do Programa MAGIS Brasil, Pe. Jonas Caprini, ressaltou que o Programa em Brasília, por meio do Centro MAGIS Burnier, em sintonia com a Igreja local, quer ser um serviço às juventudes, apoiando e ajudando os jovens, oferecendo-lhes experiências de formação e acompanhamento, tendo como horizontes o serviço da fé e a promoção da justiça.

O primeiro painel do dia teve como tema Ressonâncias do Sínodo dos Bispos para a Igreja no Brasil e contou com a presença dos jovens Davi Rodrigues e Lucas Galhardo, os quais participaram do processo do Sínodo. Nesse painel foi apresentado o processo de convocação e construção do Sínodo, bem como a reflexão acerca da importância desse tema para a Igreja hoje.

Ainda no sábado, foi realizado um painel abordando o Sínodo dos Jovens e a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), além da Celebração Eucarística, presidida por Pe. Jonas Caprini, S.J., e de um momento de convivência na sede do Centro MAGIS Burnier. Na ocasião, os jovens puderam conhecer as dependências do Centro e um deles, o jovem Leonardo Brasileiro, afirmou que “sentiu-se em casa”, ao conhecer o local.

No domingo, as atividades iniciaram com um bate papo, em que os participantes puderam interagir com os convidados. Para esse momento, foram convidados os jovens Leon Patrick, assessor nacional do Programa Infância, Adolescência e Juventude (PIAJ), da Cáritas Brasileira; Davi Rodrigues, secretário nacional da Pastoral da Juventude – PJ; e a assessora nacional do Programa MAGIS Brasil, Vanessa Correia.

No período da tarde, a metodologia utilizada propiciou maior interação e participação dos jovens, os quais em pequenos grupos dialogaram a respeito do Documento Final da XV Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, além de apresentarem questionamentos acerca do documento, bem como do seminário em si e avaliação do evento como um todo.

Para a jovem, Nayara Ramos, da Paróquia Nossa Senhora de Nazaré, o seminário “demonstrou um todo, um universo formado por diversas peculiaridades e que essas devem somar-se ao invés de subtrair. Se possível, achar interseções”. Já para a jovem Micheli, coordenadora do Núcleo São Francisco Xavier do Centro MAGIS Burnier, localizado em Sinop (MT), “participar do seminário foi um momento de muito aprendizado, tanto do documento em si, quanto das diversas manifestações juvenis católicas. Além disso, foi um espaço para troca de experiências”. Na opinião do jovem Eduardo Pin, da Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima, em Sobradinho (DF) e integrante do Grupo de Articulação – GA do Centro MAGIS Burnier, “o seminário foi um espaço muito aconchegante, de imensa harmonia”.

Segundo Davi Rodrigues, que esteve presente em todo o seminário e assessorou/facilitou dois momentos, o destaque maior do seminário foi a participação dos jovens presentes nos diálogos acerca do Sínodo. Ele também ressaltou a importância do caminhar juntos, que é a chave para uma Igreja sempre atenta e companheira naquilo que toca a vida das juventudes.

Fonte: Centro MAGIS Burnier (DF)