Em vídeo, Papa pede prioridade para a proteção dos mares e oceanos


Na edição de setembro da série O Vídeo do Papa, Francisco chama a atenção para a degradação dos mares e oceanos, que “contêm a maior parte da água do planeta e também a maior variedade de seres vivos”. Preocupado, ele pede a todos os católicos que rezem e ajam para que políticos, cientistas e economistas trabalhem juntos em medidas de proteção desses importantes ambientes.

Atualmente, 13 milhões de toneladas de plástico são lançadas a cada ano nos oceanos, o que causa, entre outros danos, a morte de 100 mil espécies marinhas. A gravidade não reside apenas no fato de que a maioria dos plásticos permanece intacta por décadas ou séculos após o uso. Aqueles que se deterioram acabam se tornando microplásticos, que tanto peixes como outros animais marinhos acabam consumindo. Isto resulta em uma cadeia alimentar global contaminada. Em seus “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”, a ONU (Organização das Nações Unidas) estabeleceu objetivos para combater essa situação, ciente de que os oceanos fornecem recursos naturais fundamentais, como alimentos, medicamentos, biocombustíveis e outros produtos, contribuem para a decomposição molecular e a eliminação de resíduos e poluição, e seus ecossistemas costeiros atuam como amortecedores para reduzir os danos causados por tempestades.

Neste vídeo, o Papa fala do grave desafio de proteger os oceanos. De fato, o fitoplâncton oceânico é responsável pela produção de mais da metade do oxigênio do planeta, portanto, pode-se dizer que os oceanos são um dos pulmões do mundo. Para enfrentar o problema da gestão injusta dos mares, é necessária uma “abordagem interdisciplinar” que não pode ignorar a pessoa humana.

O padre jesuíta Frédéric Fornos, Diretor Internacional da Rede Mundial de Oração do Papa (que inclui o Movimento Eucarístico Jovem), recorda que, no ano passado, para o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação (#SeasonOfCreation), em setembro, Francisco chamou a proteger os ecossistemas marítimos e, “em face desta emergência”, sublinhou o Papa, “somos chamados a comprometer-nos com uma mentalidade ativa, rezando como se tudo dependesse da Providência divina e trabalhando como se tudo dependesse de nós”.

Padre Fornos disse que, em setembro deste ano, Francisco nos convida a rezar e agir pela proteção dos oceanos e, de maneira especial, chama os católicos a lembrar que “nossa solidariedade com a casa comum nasce da nossa fé. A criação é um projeto do amor de Deus pela humanidade”.

A edição deste mês de “O Vídeo do Papa” foi uma coprodução entre Yann Arthus-Bertrand e sua equipe de Produção Esperança, La Machi – Comunicação para Boas Causas, e Vatican Media. É importante mencionar a trajetória cinematográfica e fotográfica de Yann Arthus-Bertrand, que sempre se orientou pelo cuidado do planeta e dos oceanos. Além disso, este vídeo é lançado em meio ao Tempo de Criação, a celebração anual e universal que une cristãos de todo o mundo e que, neste ano, se desenvolve de 1º de setembro a 4 de outubro.

Fonte: Rede Mundial de Oração do Papa

Foto-destaque: Pexels/Belle Co